Larvicidas

Visar os locais de criadouro de mosquitos geralmente é uma opção atraente para o controle, já que um número relativamente grande de larvas estará presente dentro de uma área muito menor em comparação com uma área de tratamento muito maior (muito mais dispersa) necessária para os insetos adultos voadores.

 

A Environmental Science reconhece a importância de larvicidas como parte do controle do mosquito e estabelecemos alianças com outros fornecedores para combinar nosso amplo conhecimento técnico e nossa presença em determinadas regiões com soluções de produtos específicos que são bem projetado para os ambientes locais. Nossa opção interna é ilustrada abaixo. Para informações específicas sobre produtos regionais, entre em contato com os escritórios locais relevantes.

 

Todos os mosquitos precisam de água para completar seu ciclo de vida, no entanto, nem todos os mosquitos preferem as mesmas condições. Algumas larvas de mosquito se desenvolvem em ambientes aquáticos poluídos ou água salobra e algumas preferem água mais limpa. Da mesma forma, algumas espécies de mosquitos preferem colocar seus ovos em pequenos corpos de água (por exemplo, poças, pegadas de cascos ou em pequenos recipientes), enquanto outras preferem as margens rasas de corpos de água maiores. O tipo e o número de criadouros dentro de uma determinada área é uma boa indicação dos tipos de vetores que podem estar presentes (e qual a sua abundância).

Essa diversidade de preferências de reprodução pode ser bem exemplificada considerando-se dois importantes gêneros de vetores, como Anopheles (um gênero que contém os vetores de malária) e Aedes (que contém os principais vetores da dengue e da febre amarela):

  • A maioria das espécies de Anopheles prefere água limpa não poluída, e suas larvas foram encontradas em pântanos frescos ou de água salgada, mangues, campos de arroz, banhados, margens de córregos e rios, e pequenas poças de chuva temporárias. Muitas espécies preferem habitats com vegetação, enquanto outras preferem habitats sem vegetação. Algumas se reproduzem em corpos de água abertos, iluminados pelo sol, enquanto outras preferem criadouros sombreados em florestas, orifícios de árvores ou dobras das folhas de algumas plantas
  • As principais espécies de vetores dentro do gênero Aedes (Aedes aegypti e Aedes albopictus) são reconhecidas como espécies que se reproduzem em recipientes, preferindo pequenos volumes de água (natural ou artificial) e englobando ambientes como a água da chuva em pneus usados, latas descartadas e recipientes de plástico, peças de carros abandonados, bandejas de coleta de água em vasos de planta e situações naturais, como a água coletada em folhas mortas, orifícios de árvores e piscinas naturais.

Visar os criadouros de mosquitos é geralmente uma opção atraente para o controle, já que um número relativamente grande de larvas estará presente dentro de uma área muito menor em comparação com uma área de tratamento muito maior (muito mais dispersa) necessária para os insetos adultos voadores.

Os criadouros podem ser visados tanto por meio de iniciativas de engenharia (por exemplo, sistemas de drenagem), saneamento melhorado (por exemplo, remoção de detritos que podem acumular água da chuva) quanto por meio de iniciativas específicas com o uso de larvicidas. Muitas vezes, se as abordagens anteriores forem bem realizadas, há pouca necessidade do uso de larvicidas. No entanto, em muitas situações, a natureza do ambiente não fornece outra escolha senão integrar métodos, a fim de alcançar resultados satisfatórios. A diversidade de preferências do criadouro entre as espécies pode representar um desafio para a implementação eficaz, especialmente quando houver espécies mistas presentes.

  

Saiba mais sobreStarycide

Larvicidas
Ver produtos